Hipnose, 8 mitos e verdades


É muito comum quando falamos de hipnose gerar duvidas, medos e incredulidade. Pois ainda é um assunto bem desconhecido pela maioria das pessoas, além de ser apresentado nos nos filmes, desenhos animados entre outros canais, uma ideia mística ou magica da hipnose. Mas não é nada disso a realidade da hipnose, pois a hipnose é algo muito simples e natural, inclusive que acontece a todo momento com a gente.


Mas, vamos simplificar essa conversa. Você tem consciência do poder que a sua mente tem sobre você? Seja na motivação para começar algo novo, na procrastinação das suas tarefas, na frustração diante de um problema ou em qualquer outra ação do seu dia a dia. Sim, por que a sua mente é poderosa e capaz de te sabotar ou de te impulsionar em qualquer situação.


Por isso que, para aprender a controlar a sua própria mente e utilizá-la a seu favor, muitas pessoas utilizam a hipnose como ferramenta. Porque muito além de sugestionar os outros, a hipnose é um fenômeno neurológico, que acontece na região central do cérebro, capaz de alterar o estado natural do indivíduo.


E, apesar de parecer complexo e, de imediato, até um pouco assustador, o “estado de transe” já é algo natural do ser humano. Sabe quando você está realmente envolvido com alguma coisa e esquece o que está em sua volta? É como se você se desligasse de tudo e concentrasse a sua energia em algo específico.


Vamos falar de 8 Mitos e verdades da hipnose


1- Perde a consciência na Hipnose?

Mito!


Há quem acredite que a mente não volte, após uma sessão de hipnose. É importante perceber que, durante a sessão, o hipnotizado não perde a consciência. Ele apenas entra em um estado de grande relaxamento e atenção.


A pessoa permanece acordada durante todo o processo e pode sair do transe sozinha. Existem sim casos em que o hipnotizado experimenta um estado de relaxamento tão agradável, que pode chegar a dormir.


2- A hipnose é comprovada e reconhecida cientificamente?

Sim!


Embora existam muitos exemplos na literatura científica que atestam a utilidade da hipnose clínica, um estudo publicado na revista Gut, em 2003, é digno de nota.


O estudo envolveu 204 pessoas que sofrem de Síndrome do Cólon Irritável. O tratamento consistiu em 12 sessões semanais de hipnose (com duração de aproximadamente uma hora cada).


58% dos homens e 75% das mulheres relataram alívio significativo dos sintomas imediatamente após o término do tratamento.


Mais de 80% dos que relataram alívio inicial ainda foram melhorados até seis anos depois. Menos de 10% dos participantes tentaram outros tratamentos após a hipnoterapia.


Atualmente, alguns conselhos de classe reconhecem a hipnose como ferramenta clínica, como Conselho Federal de Odontologia, Conselho Federal de Psicologia, Conselho Federal de Medicina, Conselho Federal de Fisioterapia e Terapias Ocupacionais.


3- A hipnose pode ser usada como terapia?

Verdade!


A hipnose funciona também quando utilizada para fins terapêuticos, neste caso chamada de hipnoterapia. A sessão sugere que o paciente seja induzido a outro estado de consciência, com intuito de conduzi-lo com sugestões de autoconhecimento, mudanças comportamentais, hábitos mais saudáveis etc.


4- Vou ficar preso na hipnose “estado de transe”?

Mito!


Se esse era o seu medo, não é preciso se preocupar! Em nossa própria rotina, constantemente, entramos em estado de transe diversas vezes, seja assistindo a um filme, estudando ou realizando qualquer outra atividade que exija atenção plena. Pois, apesar da profunda sensação de relaxamento, a pessoa hipnotizada está consciente, podendo sair do estado de transe a qualquer hora que quiser.


5- Todas as pessoas podem ser hipnotizadas?

Verdade!


Antes de qualquer coisa, é preciso dizer que para ser hipnotizado é necessário estar com a mente aberta e suscetível para isso. Afinal, caso a pessoa não tenha nenhuma perturbação psíquica ou deficiência cognitiva, ela poderá ser hipnotizada.


6- Posso falar algo que não gostaria durante uma sessão?

Mito!


Apesar de essa ser uma preocupação recorrente de muitas pessoas, a resposta é não! Mas, fique tranquilo, você não fará nada inconsciente ou que vá contra os seus princípios e valores. Pense que: um desconhecido te parou na rua e pediu o endereço da sua casa. Você daria? Sua resposta provavelmente é não.


E se alguém te pedisse para imitar uma galinha? Algumas pessoas diriam sim, outras diriam não, sem nem pestanejar. E é por isso que você, possivelmente, já tenha visto alguém imitando um animal quando estava em estado de transe. As pessoas só fazem aquilo que elas realmente querem ou estão confortáveis para fazer.


7- A hipnose pode tratar vícios e fobias?

Verdade!


É importante saber que uma pessoa com vício em determinada droga, possui uma dependência psicológica e emocional, o que faz com que a droga seja uma recompensa para alguma coisa.


Afinal, o tabaco, por exemplo, é visto pelos usuários como forma de aliviar o estresse. Já a hipnose atua diretamente nos gatilhos subconscientes que fazem a manutenção do vício, permitindo que a pessoa não sofra tanto com abstinências e outros efeitos como compulsão alimentar, perda de apetite etc.


8- Na hipnose é só sugestionar o que quer e acontece?

Mito!


Nos shows com hipnose, ou nos entretenimento envolvendo hipnose, precisa que a pessoa queira participar, ou seja, é consensual, não existe realizar as sugestões hipnóticas sem consentimento, pois precisa da imaginação e concentração do hipnotizado.


Na terapia não é somente falar palavras magicas, existem técnicas, e abordagem das questões a serem tratadas, para que tenha resultados na melhora.


E agora que você conhece um pouco mais sobre hipnose, procure entender mais e saber o quanto essa técnica é maravilhosa, e pode ajudar pessoas e melhorarem questões emocionais, desenvolver habilidade e ter mais desempenho em áreas da vida!

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
whatsappcon.png