HIPNOSE NA APRENDIZAGEM

Atualizado: 3 de Mai de 2019


Aprendizagem Acelerada com Hipnose


A memória é entendida como a capacidade de adquirir, armazenar e reproduzir conteúdos disponíveis através das experiências vividas. O processo de esquecimento é um função essencial para que a memória humana funcione bem. Parte das memórias adquiridas precisam ser esquecidas para dar espaço para novas e mais importantes memórias.


O que ocorre muitas vezes é a falha, alguma informação importante que precisava ser retida, acaba sendo esquecida; e outra que precisava ser esquecida, por ser pouco importante ou irrelevante, acaba se alojando na memória.


A Hipnose Clínica pode contribuir em melhorar a prioridade das informações, e organização de rotina de aprendizagem e estudos. Abaixo alguns fatores que podem ser trabalhados na Hipnoterapia:

TRANSITORIEDADE

A transitoriedade é descrito como a deterioração da memória ao longo do tempo, sobre tudo a memória que envolve eventos (episódica).

Isso ocorre por dois fatores: recordamos melhor eventos recentes do que os que já estão em um passado distante; e, cada vez que tentamos recuperar uma memória, esta é reprocessada e assim ligeiramente alterada.

DISTRAÇÃO

esquecer o que precisava ser feito, não lembrar onde ficaram as chaves de casa, não é considerado um erro de memória, mas sim de seleção de armazenamento.

Isso pode ocorrer pelo fato de que quando efetuamos a ação, por exemplo, colocar a chave de casa em tal lugar, estávamos distraídos pensando em outra coisa, o que leva a memória a interpretar a ação como um fato pouco importante e não armazená-la da melhor forma para o futuro.

BLOQUEIO

O bloqueio acontece quando uma memória não consegue ser recuperada, geralmente ocorre quando outra memória está bloqueando o processo.

Um exemplo clássico é quando passamos pela situação de estar com uma palavra “na ponta da língua”, mas não conseguimos lembrar de jeito nenhum, algo nesse momento está atrapalhando o processo. Talvez, se tentarmos lembrar esta palavra depois de um tempo, passada a necessidade real de lembrança conseguiremos

ATRIBUIÇÃO EQUIVOCADA

A atribuição equivocada se dá quando a informação é lembrada corretamente, mas há um equívoco na fonte desta informação.

Por exemplo, quando contamos sobre uma reportagem que lemos no site da UOL, descrevemos a reportagem perfeitamente, mas na hora de dizer onde lemos a matéria citamos o portal G1, ou seja, damos a fonte incorreta.

SUGESTIONABILIDADE

O efeito da sugestionabilidade ocorre quando as lembranças são influenciadas pelo modo como são lembradas.

Por exemplo, quando recebemos uma pergunta sugestiva, a resposta tende a trilhar o caminho da pergunta, seguindo a “sugestão” que é dada pela pergunta, às vezes, podendo não condizer com a resposta real.

DISTORÇÃO

A distorção ocorre quando as opiniões e os sentimentos do indivíduo influenciam diretamente na forma com que ele recordar as situações vividas.

Quando você passa por um término de relacionamento, por exemplo, e procura sair com algum amigo (a) para contar o que aconteceu, com certeza haverá algum tipo de distorção na forma com que você descreve os acontecimentos, pelo fato disso envolver seus sentimentos, suas emoções.

PERSISTÊNCIA

A persistência ocorre na memória que funciona bem demais. Assim, informações que muitas vezes tentamos esquecer, embaraçosas ou não, ficam sendo lembradas, diversas vezes, em diferentes momentos. Vindo sempre a tona de maneira intrusiva e persistente.

Esse é o preço que pagamos pelo fato de termos um sistema tão complexo e que funcional muito bem na maior parte do tempo.

#Aprendizagem #Performance

84 visualizações

© CLÍNICA BEM ESTAR Saúde Emocional

Terapeuta responsável sob A.N.T nº 11.1319 / SP